segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O Visconde que me amava


RESENHA

   O segundo livro dos Bridgertons, O Visconde que me amava, nos apresenta a história de Anthony. Já havíamos conhecido nosso primogênito em O Duque e Eu, como um irmão mais velho bastante ciumento e rigoroso (pobre Daff). O que era normal da época, visto que seu pai Edmund havia morrido jovem e deixado todas as responsabilidades de homem da casa, nas costas do filho mais velho. 

   Chegando aos 30 anos, Anthony decide se casar e sair da vida de solteiro libertino, e ao saber que Edwina Sheffield era considerada o diamante da temporada, ele decide que se casaria com ela. Porem nossa bela garota possuía uma irmã mais velha, a quem ela amava tanto, que anunciou a todos os presentes no recital dos Smythe-Smiths que nunca se casaria sem a aprovação de sua irmã. E é aí meus caros, que a história começa. 


"- Às vezes... - disse Anthony com a voz hesitante - às vezes, existem razões para os nossos medos que nós não conseguimos explicar. Pode ser só uma sensação, algo que sabemos que é verdade mas que pareceria infantil a outra pessoa."


   Não se trata de nenhum spoiler, pois a partir do primeiro encontro dos dois, já se percebe que foram feitos um pro outro. A irmã mais velha de Edwina, Katharine Sheffield, mais conhecida como Kate, e nosso querido Anthony me fizeram lembrar de outro grande casal da teledramaturgia brasileira: Catarina e Petruchio de O cravo e a Rosa. A cada briga ou desentendimento de Kate e Anthony eu tinha a plena certeza de que eles realmente eram destinados a ficarem juntos, principalmente depois do incidente na biblioteca. 

   O livro me trouxe boas gargalhadas, arrancou algumas lágrimas, mas sobre tudo, me fez amar ainda mais essa família incrível que são os Bridgertons. A história me envolveu tanto que nem senti o livro acabando, li com dois dias. E o corgi Newton? Hahaha esse cachorro me fez rir demais.  














Detalhes

Páginas: 304
Autora: Julia Quinn
Onde encontrar: AmazonSaraivaSubmarinoAmericanasSkoob.
Editora: Arqueiro

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Destinos Entrelaçados


RESENHA


   Quem aqui gosta de um bom romance capaz de emocionar tão fundo dentro da alma? Pois bem, Destinos Entrelaçados da autora parceira Sheila Guedes (minha rainha literária) é esse tipo de livro.

   A história nos apresenta a Clara Andrade, que para se afastar de alguns problemas em casa, decide passar as férias na casa de praia dos pais. Porem em uma manhã normal, ela avista uma pessoa se afogando em um mar agitado e decide salva-lá. Mal sabia que sua vida mudaria exatamente naquele dia e por causa de sua atitude solidária. 

   A pessoa que estava se afogando era Théo Diniz, um homem marcado pelo sofrimento e que busca acertar as contas com o seu passado. Instantaneamente surge uma química forte entre os dois, algo impossível de negar. Aquele par de olhos verde-escuro desperta em Clara um sentimento de familiaridade tão grande, algo que a deixa encantada logo de cara.


“Quando amamos alguém, detalhes são apenas isso, detalhes. Todo o resto perde a importância. O amor nos preenche e as lacunas que esses detalhes deixam tornam-se tão insignificantes, que perdem totalmente o sentido.”


   Uma paixão instantânea toma conta dos dois, um sentimento puro e verdadeiro começa a surgir, mas segredos do passado ameaçam destruir as chances desse amor florescer. O quanto à mágoa é capaz de destruir alguém? O desejo de vingança é capaz de superar o amor? Pode um coração amargurado e ferido ser capaz de encontrar a paz e a felicidade, aprendendo a perdoar?

   Essas perguntas são questionamentos que nossos personagens enfrentam ao longo das páginas. Uma história linda e cativante, que prende o leitor da primeira a ultima página. Fiquei tão envolvida que sentia as dores dos personagens como se fossem minhas próprias dores, suspirava de amor e emoção a cada cena tocante. E me peguei torcendo pela felicidade tanto do casal protagonista, quanto de outros dois casais que aparecem ao longo da história.
“Quando o amor é verdadeiro, o tempo e a distância são apenas reticências, nunca um ponto final”
   A todos os fãs de um bom romance, indico que se apaixonem nas páginas de Destinos Entrelaçados, pois a autora soube como criar um enredo e personagens capazes de fazerem o leitor suspirar do início ao fim dessa história linda.












Detalhes

Páginas: 256
Autora: Sheila Guedes
Contato com a autora: aqui e aqui.
Onde encontrar:AmazonLuraSkoob.
Editora: Lura

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Meu nome é Albert!


RESENHA

   Hoje venho compartilhar com vocês esse livro maravilhoso do autor parceiro Pr. Ronaldo Viana S.

   O livro nos apresenta um garoto de 11 anos chamado Albert, o filho mais novo de Bella e Peter que nasceu com uma deformidade física. A história se passa na Alemanha de 1974, em uma pequena cidade chamada Husum. Logo nas primeiras páginas já conhecemos um pouco da dor e sofrimento que um garotinho de apenas 11 anos é obrigado a suportar.

   Sendo o caçula de três irmãos e necessitando de cuidados especiais, sua mãe Bella fazia de tudo pelo filho, atitude essa que gerava ciúmes dos irmãos Carol e Tom. Fazendo assim com que ambos desprezassem o pequeno Albert.


"Nem sempre há tempo para se reparar
os erros durante a curta vida terrena,
especialmente quando lidamos com o
dilema entre perdoar e/ou ser perdoado.
No caso da família de Albert, quem sabe
houvesse tempo para o devido reparo."


   Sozinho e sem amigos no desenvolver da infância, nosso garotinho começou a conversar com Kurt no jardim de sua casa, que com exceção da mãe, era a única pessoa com quem se sentia bem. Mas como ninguém sabia quem era esse tal Kurt, começaram a chamar Albert de louco, dizendo que o mesmo conversava sozinho.

   Se em casa as coisas não eram boas entre os irmãos e o pai, na escola com os colegas de classe e com a professora de matemática eram ainda piores. Mesmo sendo inteligente e não tendo dificuldade nenhuma em aprender, Albert detestava ir à escola, pois lá era vítima constante de agressões e humilhações por não ter nascido do modo que os outros consideravam “perfeito”.

   Esse livro me impactou demais, foi bastante doloroso ver como a maldade humana não tem limites, principalmente com um garotinho de apenas 11 anos. Uma criança que ainda não tem forças pra se defender, principalmente ao nascer com um impedimento físico que não permitia sua auto defesa. Durante todas as páginas do livro, eu quis entrar na história e acolher Albert nos braços, livrando ele de todo o sofrimento.

   É uma história tão maravilhosa que deveria ser um livro obrigatório para todas as crianças, pais e pessoas no mundo. O bullying é a verdadeira doença, o mal da humanidade, uma praga sem limites que corrói o coração das pessoas. Todos somos perfeitos aos olhos de Deus, e é isso que importa.











Detalhes

Páginas: 256
Autor: Ronaldo Viana S.
Contato com o autor: aquiaqui e aqui
Onde encontrar: AmazonSaraivaAmericanas e Skoob
Editora: Ágape 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Cinderela Pop


RESENHA


   A resenha de hoje é um pouco curtinha, pois o livro também é curtinho. Gosto pra caramba de romances clichês às vezes considerados “água com açúcar”. Além de serem bons para sair daquela ressaca literária brava, são ótimos em arrancar suspiros e gargalhadas dos leitores.

   Com Cinderela Pop da Paula Pimenta não foi diferente, fiquei tão envolvida com a história que devorei o livro com menos de 10 horas kkk mesmo ele sendo curtinho, em todo momento livre já corria pra ler. Sim, a narrativa me prendeu.


"Era uma vez uma princesa... Um dia, o seu castelo desmoronou-se e com ele toda a sua vida. A princesa teve que reconstruir tudo. Pedrinha por pedrinha."

   O livro conta a historia de Cintia, uma garota de 17 anos que já começa narrando um episódio fatídico. Episódio esse que alterou drasticamente sua vida, transformando o seu coração apaixonado de adolescente, em algo gélido para o amor.

   O típico conto da nova Cinderela, mas com personagens novos, um enredo diferente e muitas surpresas pelo caminho. Cintia é alguém que poderia ser sua amiga, sua vizinha, sua prima ou até mesmo você.

   Tenho uma predileção pela história da princesa Cinderela, então nem preciso dizer o quanto gostei desse livro né? Paula Pimenta tem a escrita capaz de cativar a todos os leitores, independente de idade ou gênero.












Detalhes

Páginas: 160
Autor: Paula Pimenta
Onde encontrar: AmazonAmericanas, SaraivaSkoob
Editora: Galera Record

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Mitorégia


RESENHA


   Não é segredo para ninguém que me acompanha, qual é o meu gênero literário preferido. Mesmo lendo quase tudo, sou complemente apaixonada por fantasia. Acho inacreditável esse mundo completamente fora da realidade em que vivemos.

   Quando li a sinopse de Mitorégia pela primeira vez eu surtei. Fiquei encantada com a história que me traria: um mago prevendo uma profecia bombástica, um feiticeiro malvado e muito poderoso que ameaça retornar a vida, um herói em forma de Cavaleiro Alado que surge sempre ao ocorrer alguma ameaça a sua terra, reis, impérios, deuses e anjos. O tipo de história que aborda exatamente o que eu mais gosto de ler.

“Observei muitos reinos na viagem que fiz e descobri que muitas raças existiam em Mitorégia. Elfos, sereias, gnomos, fadas, dragões, centauros, unicórnios, anões e muitas outras pareciam compreender o que era viver em harmonia entre si e o ambiente. A única raça que ignorava essa convivência era a humana.”

   Se a premissa já me encantou, ao adentrar nas páginas e conhecer a história, meu encantamento só aumentou. Uma narrativa cativante, com personagens únicos e dotados de um carisma tão espetacular, que em varias vezes me peguei torcendo pela sobrevivência de alguns “queridinhos” que tomaram o meu coração.

   Eu simplesmente amei os mitos e lendas que eram narrados por alguns personagens ao longo da história, eu amo narrativas assim, fico viajando ainda mais. Porque ler é uma viagem né? Parabenizo o autor pelo talento sem limites ao criar um mundo de fantasia tão singular, personagens próprios, e uma criatividade digna de George Martin.

   Estou ansiosa pela continuação, me apaguei a história de tal maneira que me vejo criando mil teorias sobre o futuro de Mitorégia e seus habitantes. Em especial ao meu querido anjo Edheriel.












Detalhes

Páginas: 300
Autor: Rodrigo Roddick
Onde encontrar: AmazonLivraria CulturaSkoob
Editora: Selo Jovem
Contato com o autor: aquiaqui e aqui.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

O Duque e Eu


RESENHA

   Ainda não conhecia nenhuma obra da Julia Quinn, mas posso dizer? Me apaixonei perdidamente. No prólogo do livro já somos apresentados ao nascimento do nosso querido Simon. Meu coração cortou de tanta tristeza com tudo que aconteceu com esse pobre garoto, mais alguém aqui detesta o pai dele? Pois bem, muitos anos se passam e a historia vai se desenvolvendo com a família mais amada que já conheci até hoje: Os Bridgertons. 

   Violet é aquela super mãe que faz tudo pelos filhos, rigorosa, determinada e cá pra nós, essa mulher tem algum poder especial né? E se você espera aquela mocinha boba que às vezes vemos nos romances de época, pare por ai mesmo e se prepare. Daphne Bridgerton vai superar todas as suas expectativas, ela é forte, decidida, corre atrás daquilo que quer, não se cala para ninguém e tem um senso de humor sarcástico que eu me identifiquei demais. Daff (olha a intimidade) e Simon me fizeram suspirar a cada pagina lida, eu sou suspeita pra falar (amo romances de época), mas a historia de amor entre os dois foi algo maravilhoso de se ler. 

   As vezes a raiva e a magoa do passado impedem uma pessoa de ser feliz, e enquanto essa pessoa não decidir se libertar desses sentimentos, não irá encontrar a felicidade pura e plena. Não vale a pena guardar rancor e se esquecer de viver, e essa é uma das mensagens mais fantásticas que esse livro aborda. Família é a melhor coisa desse mundo não é?! E uma família como a dos Bridgertons é o sonho de qualquer um. Amar é bom, mas ser amado é melhor ainda. Indico com todo o coração a historia de amor entre Daff e Simon.

 










 Detalhes

Páginas: 288
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Onde encontrar: AmazonAmericanasSaraivaSkoob

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Um Estudo em Vermelho – Sherlock Holmes


RESENHA

   Vamos falar hoje sobre um clássico dos romances policiais: a primeira obra de Sherlock Holmes, um dos maiores detetives da literatura policial. Neste primeiro livro, somos apresentados a historia através das memórias do Dr. John Watson, um médico que serviu no exercito. Após ser ferido em uma batalha, é afastado e enviado a um hospital. Nosso Dr. Watson, voltou a Inglaterra para se recuperar e procurando um companheiro de quarto, por acaso do destino acabou conhecendo Sherlock Holmes, que logo no primeiro momento nos mostra seu dom da dedução:

“— Como está? — disse ele cordialmente, apertando-me a mão com uma força de que não o julgaria capaz. — Vejo que andou pelo Afeganistão. 
— Como sabe? — perguntei-lhe, atônito.”

   Na mesma hora o Dr. Watson percebeu o grande intelecto e genialidade do homem a sua frente e com o tempo se tornou o braço direito do mesmo. Um certo dia, dois investigadores da polícia de Scotland Yard surgiram a porta de nossos cavalheiros na Baker Street 221B com um assassinato misterioso a ser desvendado, e os mesmos partiram juntos para descobrirem o mistério. Essa foi a terceira vez que li Um Estudo em Vermelho, e consegui me apaixonar ainda mais pela narrativa fantástica que Arthur Conan Doyle desenvolveu.

   A ciência da dedução é algo tão espetacular que ao criar um personagem considerado “gênio”, o autor nos mostra que o verdadeiro gênio é ele por ser tão incrível ao desenvolver uma historia fantástica como a de Holmes. Desde sua publicação em 1888, o mistério de um assassinato sem qualquer evidências de suspeitos, onde um corpo é encontrado sem ferimentos em uma casa abandonada, despertou o interesse e paixão dos fãs de romances policiais. Arthur Conan Doyle criou o enredo perfeito com os personagens mais cativantes possíveis, que atraíram gerações de fãs ao longo dos anos. 










Detalhes


Essa é a primeira história do Volume I 
da obra completa de Sherlock Holmes 
Páginas: 133
Autor: Arthur Conan Doyle
Editora: HarperCollins
Onde encontrar: AmazonAmericanasSaraivaSkoob